4 maneiras de incentivar o português para os filhos pequenos morando no exterior

/, Família Bilíngue/4 maneiras de incentivar o português para os filhos pequenos morando no exterior

4 maneiras de incentivar o português para os filhos pequenos morando no exterior

Muitos amigos me perguntam como tenho lidado com o bilinguismo em casa com a minha filha, que tem pouco mais de dois anos de idade e nasceu nos EUA, onde moramos. Como ela começou a falar muito cedo – com apenas seis meses já dizia “mamãe” e aos nove meses já falava entre cinco e dez palavras – hoje ela possui um repertório grande, principalmente em língua portuguesa, a língua que utilizamos em nossa casa. Como eu e meu marido somos brasileiros, isso facilita a escolha e a comunicação em português. Conheço famílias que não têm a mesma realidade, algumas de minhas amigas brasileiras são casadas com americanos que não falam português, e isso faz com que a língua inglesa tenha um espaço maior em suas casas (mas isso é tema para um próximo post). Aqui escrevo brevemente sobre quatro maneiras que utilizo para incentivar minha língua materna em nossa casa, morando no exterior.  

 

1 – Leitura

Desde muito cedo comprei livrinhos de plástico para minha filha (para que não pudesse rasgá-los – risos). Como fui professora por muitos anos no Brasil, já tinha um número considerável de livros, uma verdadeira biblioteca em casa, mas quase tudo em inglês.

Minha irmã me deu alguns livros para bebês em língua portuguesa dos quais gostei muito e ainda utilizo com minha toddler. A leitura é um dos pilares para o desenvolvimento da linguagem e, mesmo que pareça exagero ler para um bebê (inclusive durante a gestação) é uma prática excelente e fundamental para a familiarização das crianças, desde cedo, com a voz dos pais e a língua materna.

2 – Música e desenhos animados

Além dos livros, procuro incentivar a linguagem por meio de músicas e desenhos curtos e educativos, tudo em português. Como moro nos EUA, o YouTube vira um recurso imprescindível para que as crianças tenham contato com a língua portuguesa e a cultura brasileira. Ressalto aqui que os pais devem assistir e controlar o conteúdo do que veem os filhos, principalmente os pequenos. Há muitos desenhos distorcidos na Internet, que mostram personagens conhecidos de forma estranha e com tema inadequado. Nossos preferidos são:

Show da Luna – Luna é uma menina super educada e curiosa. Gosto de ver como ela sempre diz “por favor” e “obrigada” ao falar com seu irmão e seu animalzinho de estimação. Além disso, o conteúdo dos desenhos é extremamente educativo e sempre ensina algo diferente de forma divertida, inclusive com música. Para quem mora no Brasil e deseja introduzir o inglês, há um canal chamado Earth to Luna, que apresenta os episódios nesse idioma.
Galinha Pintadinha – Sim, é muito útil assistir à Galinha Pintadinha, principalmente se você mora fora do Brasil. As músicas são tradicionais e apresentam muito da cultura do nosso país. É uma forma de aumentar o vocabulário das crianças e relembrar nossa própria infância com algumas cantigas. Em inglês o canal se chama Lottie Dottie Chicken. Existem também os canais em espanhol e até em francês.
Disney Junior Brasil – Canal da Disney com trechos de programas em português. Minha filha gosta muito da Casa do Mickey Mouse (Mickey Mouse Clubhouse), pois as personagens tentam interagir em vários momentos com os pequenos espectadores, além de ter músicas e os personagens queridos da Disney.

3 – Exemplo e interação dos pais

O exemplo é fundamental para a criança, em todos os sentidos. Se você deseja que seus filhos mantenham a sua língua materna, você precisa utilizá-la. As crianças precisam encontrar necessidade de falar o idioma: conversar com os avós, tios e primos pela Internet é um bom exemplo, principalmente quando ninguém sabe falar inglês, falar português vira obrigação para estabelecer comunicação. É em casa que criamos laços afetivos com a língua materna. Aqui utilizamos português na maioria do tempo, mas quando minha filha tem aula de natação, por exemplo, não traduzimos a ela o que a professora diz ou o que está acontecendo. Isso é um processo natural nesta fase e quero que já esteja familiarizada com o idioma do país em que moramos para enfrentar situações em que precisa se comunicar, para também não sentir frustração em ambientes externos (escolinha na igreja americana, parquinho do condomínio, supermercado, restaurantes etc.), já que se comunica tão bem em português. Não quero que meus filhos fiquem alienados à língua do país em que nasceram, até porque eles ouvem as pessoas na rua, no rádio do carro, nas músicas que ouvimos, quando falamos ao telefone e em tantos outros momentos. Desejo que desenvolvam amor pela nossa língua portuguesa e respeito e empatia aos que não a falam.

4 – Socialização

Interagir com famílias brasileiras que também tenham crianças é fundamental. Tenho um grupo querido de amigas brasileiras com quem meus filhos interagem seguidamente e sei da importância para eles de ouvir outras pessoas que não sejam apenas os pais ou parentes pela internet, utilizando o português. Como já citei anteriormente, proporcionar situações em que o uso da língua seja necessário. Estar em comunidade e conhecer pessoas que compartilham da mesma cultura faz com que as crianças entendam que também pertencem a um grupo de brasileirinhos e que não é e nunca será vergonha falar outra língua em casa, mas um orgulho e uma sensação de pertencimento a uma grande comunidade.

Se você, leitor, mora no Brasil e deseja introduzir a língua inglesa, pode utilizar todas essas dicas, mudando apenas o foco para o idioma desejado. Seja consistente, tenha prazer e orgulho em falar um segundo idioma. Você estará oferecendo a seus filhos um verdadeiro mundo de oportunidades, conhecimento e compaixão.

By |2018-11-13T13:52:56+00:00agosto 1st, 2017|Dicas Práticas, Família Bilíngue|0 Comentários

About the Author:

Com formação especializada em Ensino de Língua Inglesa para Crianças e Pré-Adolescentes, Psicopedagogia, Neuropedagogia, Letras (Português e Inglês), curso de especialização em Ensino de Inglês com Instrução Diferenciada pela Harvard Graduate School of Education, Leticia Pimentel tem sua experiência focada nos currículos americanos de Preschool and Elementary School das principais pré-escolas e escolas bilíngues da cidade de São Paulo. Está sempre em busca de aprimoramentos para facilitar o processo de ensino-aprendizagem. Conheça mais sobre a Leticia.

Deixar Um Comentário

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.