Critical Period: o que é e como afeta o aprendiz de uma língua

/, Fundamentos/Critical Period: o que é e como afeta o aprendiz de uma língua

Critical Period: o que é e como afeta o aprendiz de uma língua

Ainda um tema polêmico, que divide opiniões de especialistas, o Critical Period sugere que há uma janela cognitiva durante a infância que favorece a aquisição plena de uma língua. Entenda quando isso ocorre e como tirar proveito desta fase.

O Critical Period, em português “período crítico”, é uma hipótese defendida por alguns especialistas de que há um momento durante a infância em que a criança está mais suscetível à aprendizagem de línguas. A ideia foi introduzida em 1967 por Lennenberg, e sugere que uma janela se abre durante esse período, quando a neuroplasticidade cerebral e o desenvolvimento linguístico e cognitivo da criança estão em franca ascensão. De acordo com essa teoria, uma língua pode ser adquirida totalmente até a puberdade (por volta dos 12 anos de idade). Depois disso, devido a alterações físicas, emocionais e cognitivas, o aprendiz de um idioma dificilmente alcançará total domínio sobre ela.

A existência do Critical Period ajuda a explicar porque as crianças, ao adquirirem uma língua enquanto ainda são pequenas, conseguem desenvolver competência, fluência e sotaque compatíveis ao de um nativo. Esse resultado, no entanto, é mais difícil de ser alcançado depois dessa fase. A explicação é que na infância a língua é usada como meio de satisfazer as necessidades e desejos – uma ferramenta para socializar com as pessoas ao redor. Há pouca preocupação com erros e com a forma gramatical, já que o foco está na mensagem sendo comunicada. Isso faz com que nessa fase a aquisição da língua seja um fenômeno inconsciente, natural e espontâneo.

No entanto, as coisas mudam quando se entra na puberdade. Por volta dos doze anos, a tendência é que o ego comece a regular o aprendiz da língua para protegê-lo dos riscos envolvidos com possíveis erros que ele venha a cometer. A partir de então, ocorre a aprendizagem de uma língua, e não mais a aquisição dela. Isso significa que a língua tem de ser ensinada através de instrução formal, em que bastante foco é dado à forma (gramática). O processo passa a ser, então, consciente e direcionado. Com o avanço da idade a plasticidade do cérebro diminui, a capacidade de memorização fica reduzida e há um declínio das habilidades cognitivas, além das funções neuromusculares do indivíduo que também sofrem alterações. O conjunto desses fatores influencia e dificulta a aquisição natural da língua, que deve então ser aprendida através de instrução e estudo.

Pinker, um famoso estudioso sobre o assunto, exemplifica essa ideia ao afirmar que “language acquisition is guaranteed during childhood, progressively jeopardized until puberty ends, and is improbable thereafter”. Em uma tradução livre, “a aquisição de uma língua é garantida durante a infância, é prejudicada até que a puberdade termine, e muito improvável depois disso”.

Apesar de alguns especialistas afirmarem que depois do Critical Period uma língua precisa ser aprendida, já que não é mais possível adquiri-la, isso não significa que seja impossível alcançar competência na mesma. Fatores como dedicação, tempo, motivação, aptidão, interesse, língua materna, quantidade e qualidade de instrução, oportunidades para prática e necessidade de uso, dentre outros, desempenham papéis importantes depois do período crítico e impactam diretamente nos resultados obtidos pelo aprendiz.

Assim, a aquisição, o aprendizado, o desenvolvimento de línguas são temas (apaixonantemente) complexos e cheios de nuances, sobre o qual há muitas discussões e teorias. As hipóteses não são definitivas – apenas fornecem um direcionamento. Isso por que o objeto de estudo desse tema (o ser humano) não pode ser completamente isolado para que se faça uma observação empírica do fenômeno. Não é possível segregar uma pessoa até que ela entre na puberdade para pesquisar e testar o que acontece com sua habilidade para adquirir uma língua. De qualquer forma, as ideias e os estudos apresentados até então podem alimentar a nossa reflexão sobre o tema.

E lembre-se: nunca é tarde para aprender algo novo!

By |2018-11-23T13:15:47+00:00fevereiro 18th, 2016|Aprendendo, Fundamentos|0 Comentários

About the Author:

Deixar Um Comentário

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.