Contexto, contexto, contexto!

As primeiras palavras faladas pela criança, em qualquer língua que seja, geralmente são as palavras que ela ouve com mais frequência nos diferentes ambientes que ela frequenta. Assim, como resultado da exposição e da necessidade do uso da língua, a criança adquire e desenvolve a linguagem. Com o bilinguismo acontece algo semelhante: para que a aprendizagem do segundo idioma ocorra de forma efetiva e consistente, é preciso que haja um contexto facilitador. Um ambiente que estimule a prática da língua e que seja, ao mesmo tempo, seguro e apropriado, é fundamental, pois criará, naturalmente, a necessidade e a motivação para que a segunda língua seja empregada.

O que acontece frequentemente no Brasil, é que o aluno fica limitado a usar a segunda língua na sala de aula, onde geralmente interage apenas com o professor e colegas. O contexto é restrito e pode ainda ser influenciado por outros fatores, como materiais e metodologias ineficientes, professores mal preparados, assuntos e projetos desinteressantes e de pouco significado para o aluno. Por exemplo, imagine um curso de inglês que adota um material vindo da Inglaterra, e que por qualquer motivo não tenha sido previamente avaliado pela equipe pedagógica. Suponhamos que esse material apresente uma situação de diálogo entre duas pessoas que discutem a previsão do tempo, seus pratos preferidos ou um campeonato esportivo – assuntos corriqueiros e comuns de serem encontrados em publicações para o ensino de uma segunda língua. Para um brasileiro, aprender a conversar sobre a previsão de uma nevasca, sobre ‘fish and chips‘, ou sobre uma competição de críquete pode se tornar vago, distante e sem significado. Não estou dizendo que materiais importados não sejam adequados, ou que não devam ser adotados, mas que devem ser cuidadosamente selecionados. Há também sempre a opção do professor em sala de aula complementar o material com outros recursos e promover debates que enriqueçam a perspectiva oferecida por esses materiais. Um bom curso de inglês ou escola bilíngue ao mesmo tempo em que ensina uma língua, também abre as janelas para o mundo e valoriza a diversidade e riquezas tanto globais quanto locais.

Por isso, contexto no desenvolvimento de qualquer idioma, seja ele o primeiro, o segundo ou o terceiro, é essencial para que o aprendiz se veja como parte do ambiente, das discussões e dos temas abordados. A contextualização no ensino de uma língua é um aspecto muito importante, que deve ser cuidadosamente avaliado, e que pode ser fator determinante no sucesso do bilinguismo. Pense nisso quando for se matricular em um curso, ou quando for escolher a escola de seu filho. Dê preferência a ambientes que exponham a língua o máximo possível, e que ofereçam oportunidades para que ela seja explorada holisticamente dentro de um contexto acolhedor, significativo e interessante.

By |2016-03-07T08:25:32+00:00março 7th, 2016|Família Bilíngue, Fundamentos|0 Comentários

About the Author:

Deixar Um Comentário

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.