O primeiro ano de vida de uma criança bilíngue

O primeiro ano da vida do bebê é repleto de mudanças e conquistas em seu desenvolvimento. De um ser tão pequeno que apenas chora, resmunga e faz poucos movimentos com a boca para pedir seu leitinho a uma criança que se movimenta muito (seja engatinhando ou andando) e começa a demonstrar vontades próprias. Sim, passa muito rápido e talvez você também leve um susto ao checar seus e-mails e perceber que seu baby de uma hora pra outra virou um toddler, uma criança que não para mais naquela cadeirinha de balanço que você comprou com tanto carinho, mas prefere explorar todos os cantos da sua casa. Mas o que acontece de tão diferente no desenvolvimento de uma criança bilíngue? Cabe aos pais definir como objetivo o ensino da segunda língua e o mais importante: colocar em prática tudo o que puderem para que tenham sucesso nessa jornada.

O que eles entendem, falam ou conseguem comunicar em cada fase desse período

Vamos falar sobre as grandes mudanças pelas quais os bebês passam num curto período de tempo. De 0 a 2 meses os bebês já reconhecem e têm preferência por um idioma nativo e pela voz da mãe. Eles comunicam-se através de choro e pequenos sons, como gemidos, e são sensíveis à melodia e ao ritmo das línguas. Entre 2 e 5 meses, conseguem classificar os sons da fala, reconhecer sílabas e mudanças na entonação, também começam a expressar seus primeiros sons em vogais, como “oohs” e “aahs”. Dos 5 aos 8 meses, já sabem as vogais da língua materna e adicionam algumas consoantes a seu repertório de vogais, como b, d, m, n, conforme desenvolvem seus músculos por meio da sucção. Finalmente, de 8 a 12 meses, começam a relacionar objetos aos sons, brincando e fazendo repetições/imitações. Começam a balbuciar suas primeiras palavras, tendo a entonação influenciada pela língua materna.

O que é importante fazer durante cada um desses períodos? Insistir! Incansavelmente. Se você deseja ter um filho bilíngue, não desista de oferecer a ele exposição suficiente em ambas as línguas. Existem muitas variáveis em cada situação familiar, mas, em suma, o mais importante é que a criança tenha contato com os dois idiomas.

Por que começar tão cedo a introdução de um segundo idioma?

A melhor forma de ensinar um segundo idioma a uma criança é fazer com que ela seja exposta a um ambiente no qual pessoas comuniquem-se fluentemente com sua utilização. Crianças com três anos de idade começam a expandir seu vocabulário e também reconhecer os padrões de linguagem que ouviram desde seu nascimento. A habilidade de ouvir diferentes fonemas é mais afiada até os três anos e perdemos a capacidade de ouvir e produzir sons se não fomos expostos a eles ainda tão pequenos, por isso a importância de ouvir cedo a segunda língua com músicas, conversas, programas de televisão etc. Em outras palavras: é preciso expor a criança à língua, para que ela consiga mais tarde reconhecer e reproduzir utilizando a mesma. Posso dizer a você que minha experiência pessoal nessa área tem valido a pena!


Referências:
Teaching Second Language
Multilingual Children

By |2016-07-23T09:30:20+00:00julho 23rd, 2016|Família Bilíngue, Orientações|0 Comentários

About the Author:

Deixar Um Comentário

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.